atualizado
PDF
Imprimir
E-mail
07
Ago

Escrito por Mara
"Ela é um sonho realizado", diz jovem que se tornou pai aos 16 anos

Rapaz vive em Porto Velho e conta que sonhava ser pai desde os 13 anos. Psicóloga afirma que casos assim não são comuns, mas acontecem.

 

pai_jean
Jean Carlos Miranda com a esposa, Vanessa, e a filha Laís (Foto: Flaviane Azambuja/G1)

 

Jean Carlos Miranda, hoje com 17 anos, pensava em ser pai desde os 13 anos. Aos 16 anos, já casado com Vanessa Linhares de Souza, de 18 anos, realizou o sonho. "No dia em que minha esposa contou que estava grávida eu não fiquei assustado. Foi a melhor notícia da minha vida. Esperei por isso desde os 13 anos. Acho que já nasci com essa vontade", afirma Miranda, que mora com a pequena família em uma casa simples no Bairro Planalto, em Porto Velho.
Miranda atribui essa vontade tão precoce ao fato de nunca ter conhecido o seu pai biológico. "Cresci sem pai e sei bem o que é isso. Nunca pude comemorar o dia dos pais. Eu não sei nem o nome dele", diz o rapaz um pouco tímido.
Durante toda a conversa com o G1, ele não tirou os olhos da filha Laís, que completa um mês no dia 16. A todo o momento conversava com a filha, beijava e dizia que nada poderia ser melhor do que a chegada do bebê.
"Eu só penso nelas. Tudo que faço é para elas", diz referindo-se à filha e à esposa Vanessa. Para ele esse primeiro Dia dos Pais será o mais especial. "Não vejo a hora de chegar [o Dia dos Pais] e comemorar com minha família. Minha filha é linda. Quero ser o melhor pai do mundo e dar a ela tudo o que eu não tive", garante o jovem pai.

 

pai_jean2
Miranda e a filha, Laís (Foto: Flaviane Azambuja /G1)

 

A esposa Vanessa disse ao G1 que Miranda é um pai exemplar. "Ele cuida, faz dormir, fica o tempo todo perto observando nossa filha e é o primeiro a acordar quando Laís chora durante a noite. Ela adora o colo dele. Se chora, é só ele pegar no colo que ela se acalma. Fico emocionada de ver", conta.
Jean trabalha como repositor em um mercado. Apesar da simplicidade da casa onde moram, ele faz planos para mais filhos. "Quero ter mais uma menina e um menino", diz.
Para a psicóloga Lilian Cristina Prada, manifestar vontade de paternidade aos 13 anos não é comum, mas pode acontecer, principalmente em casos em que há ausência da figura paterna.
"Acredito que há muitos jovens, quando possuem vontade precoce de paternidade, que confundem a falta do pai com o desejo de gerar um filho. Isso pode vir a se tornar um problema mais tarde, quando o pai passa a se comportar ou até competir com o filho", explica a psicóloga.

 

jean_vanessa_lais
Jean, Vanessa e Laís na casa onde moram, em Porto Velho (Foto: Flaviane Azambuja/G1)




FONTE.: G1

 

Última atualização em Ter, 07 de Agosto de 2012 20:02
 
noticiasnossos-clientesfale-conosco

S5 Register

*
*
*
*
*

Fields marked with an asterisk (*) are required.

Color Variations

light

dark